Juiz alemão recomenda a todos os juízes que fumem maconha

DaBoa-Brasil-Legalizando-A-Informação-blog-Juiz-alemão-recomenda-a-todos-os-juízes-que-fumem-maconha

Em uma entrevista recente, o juiz alemão Andreas Müller recomendou aos seus colegas que fumem maconha. Müller acredita que proibir a posse e o uso de maconha é inconstitucional na Alemanha. Além disso, disse à imprensa que o álcool representa uma ameaça maior para a pessoa e para a sociedade.

Andreas Müller é juiz no tribunal do distrito de Bernau e ficou conhecido como “o juiz de menores mais duro da Alemanha“. Como resultado de seus julgamentos, o juiz de 58 anos ficou famoso por suas fortes condenações por delinquência juvenil e por radicais de direita. De fato, ele proibiu em seus tribunais que estes usassem botas militares, além de enviar pressão com longas sentenças a jovens criminosos.

Além disso, o juiz Müller está relacionado à política de drogas na Alemanha há mais de vinte anos. Por sua vez, o juiz alemão é uma das personalidades mais influentes a favor da legalização da maconha no país. Sua estratégia neste campo estaria mais próxima da tolerância e educação do que da dissuasão.

Em sua entrevista ao Diet Welt e quando questionado sobre sua abordagem pessoal ao uso de maconha, o juiz respondeu:

“Fumei meu primeiro baseado aos 18 anos. Eu também recomendaria que todos os juízes alemães fumassem maconha. A maioria não notaria nada, e outros veriam que não é tão ruim assim, embora a maioria de vocês, de qualquer maneira, provavelmente a conheça do seu entorno. Ou por ter experiências pessoais”.

Em outra entrevista à RTL, disse que defende uma política de drogas diferente há décadas.

“Com a criminalização, criamos nada mais do que destruir muitas carreiras através da estigmatização e através da criminalização. Destruímos famílias e ainda as destruímos hoje”.

Dois pontos de vista diferentes

“Negócios abertos e honestos são o que precisamos e não campanhas de como fumar maconha não é bom”. Este é o completo oposto da campanha contra a maconha de Daniela Ludwig, comissária de drogas do governo federal alemão. A campanha começou com uma oferta de prevenção nas mídias sociais e teve como objetivo desencorajar o uso de maconha, principalmente entre os jovens. “A maconha está na vanguarda das drogas ilegais em adolescentes e adultos há anos”, disse a comissária Ludwig. O debate sobre a legalização é problemático porque cria a impressão de que a maconha é uma “erva inofensiva”.

O ponto de vista do juiz Andreas Müller não é o mesmo. A proteção dos menores também é muito importante para ele nessa questão, mas acredita que até agora houve uma abordagem errada.

“A proteção dos menores até o momento não é suficiente porque todos podem ir a algum lugar. Certamente temos alguns jovens que fumam demais, mas não podemos ir lá com o direito penal. E dizer a eles: vocês são os bandidos, nós os levamos ao tribunal, os estigmatizamos, os criminalizamos”.

O juiz diz que lidar com o álcool é aceitável pela sociedade e a maconha é desaprovada por enquanto. “Todo mundo pode ficar bêbado e quem fuma maconha é ruim. (…) Isso é muito ruim”. O pai dele era alcoólatra. Diz que seu irmão mais novo fumava maconha e foi pego trazendo da Holanda. Ele foi preso e seu pai continuou a beber. Ele não entende por que seu irmão era mais criminoso que seu pai.

“Nossa lei de uso de maconha é inconstitucional. Viola o princípio da proporcionalidade”. Por isso, recorreu ao Tribunal Constitucional Federal, que também poderia checar a política se essas leis forem realmente inconstitucionais. Espera que as políticas atuais sobre drogas sejam repensadas e ajustadas.

No mês de abril passado, enviou uma proposta ao Tribunal Constitucional Federal da Alemanha (BVerfG) para alterações relacionadas à proibição da maconha no país. Também e anteriormente em 2002, Müller pediu ao BVerfG para verificar se a proibição do uso de cannabis está em conformidade com a lei alemã. Naquela época, o BVerfG considerou o pedido do juiz inadmissível, em parte porque estava vinculado a uma decisão anterior de 1994 que criminalizava a maconha.

Referência de texto: La Marihuana

6 comentários

  1. Uma planta milagrosa, sem química nenhuma. Natural deixada por Deus e proibida pelo homem (há interesse por trás da vendo
    proibição) sabendo usar,mal não há…

    Curtido por 1 pessoa

    • Já vi o álcool acabar com muitas familias, eu mesmo já passei pela infeliz experiencia de conviver com alcoólatra, e é um inferno! Já a maconha nunca vi, ou no maximo por preconceito da outra pessoa. Tem amigos meus casados a anos, que sempre fumaram e suas mulheres não sabem, por idéias pré-concebidas, e elas nem percebem de tão tranquilo que é. Já o álcool deixa a pessoa violenta, te faz fazer um monte de besteira, transforma a pessoa. Se for pra considerar droga, que considerem o álcool!!!

      Curtido por 1 pessoa

  2. É infame o álcool ser uma droga legal e a maconha ilegal. Na realidade qualquer coisa consumida em excesso é vício, a começar pela comida. Tem pessoas viciadissimas em chocolate, outras em doces e por aí vai.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s