Estudo quebra o mito de que os usuários de maconha são mais sedentários

O estudo também descobriu que os usuários regulares de maconha se exercitam mais do que os usuários esporádicos.

Um estudo observacional realizado com um banco de dados da população dos Estados Unidos desafiou a crença de que os usuários de cannabis são mais sedentários e se exercitam menos do que aqueles que não são usuários. Os resultados do estudo mostram que não há diferenças entre o tempo sedentarismo de consumidores e não usuários e que os usuários frequentes de maconha realizam mais atividades físicas do que aqueles que não o fazem de forma habitual.

Os dados utilizados vieram de informações da Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição dos Estados Unidos do período de 2005-2006. Foram extraídos dados sobre o comportamento sedentário (medido com acelerômetro), a frequência de atividade física leve e moderada a intensa, de 2.092 pessoas entre 20 e 59 anos; bem como o uso de cannabis em relação ao mês anterior, classificando-os como não consumidores, usuários leves, moderados ou frequentes.

Depois de comparar os dados, os pesquisadores não encontraram diferenças significativas no comportamento sedentário entre aqueles que eram usuários de cannabis e aqueles que não eram. No entanto, foram observadas diferenças no tempo diário de atividade física entre usuários e não usuários: “Após o controle de todas as variáveis, constatou-se que, os usuários frequentes de cannabis realizavam quantidades significativamente maiores de exercícios físicos leves e moderados ou intensos comparados com usuários não habituais”, diz o estudo.

Os pesquisadores levantaram a hipótese de por que os usuários de cannabis são mais propensos a se envolver em mais exercícios físicos diários de acordo com o estudo, uma associação que observaram mais próxima entre indivíduos com mais de 40 anos: “(A Cannabis) está sendo usada para recuperação da dor induzida pelo exercício, já que a atividade física causa dor e inflamação muscular, e uma diminuição no limiar de dor e hipersensibilidade muscular foi documentada com o aumento da idade”.

Referência de texto: Cáñamo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s